sexta-feira, 10 de setembro de 2010

AMOR PRA SE VESTIR

(Manuela Barradas)

“Sentia-me sufocada
À força cedendo
Já acostumara
No tamanho pequeno
Adornos, babados
Vestindo passado
Vestido obsceno

Abandonei pelo frouxo
O corpo não moldava
Meu tom bem moreno
Nele não combinava
Deixava-me só osso
Vestindo insosso
Vestido lambada

Troquei no armazém
Pelo de estampa flor
Caiu-me tão bem
Vermelho é sua cor
Nas ruas tingindo
Vestindo, despindo
Vestido vigor”

12 comentários:

Nayara Amoêdo disse...

Né que essa nega é poeta mesmo?! Parabéns, menina, cada um mais lindo que o outro!

Patricia Toscano disse...

manuu que lindo, nao sabia desse seu dom! Parabens! O blog tambem esta lindo, adorei as cores e a ilustracao! beijos!

Monica Gonçalves disse...

Para cada amor existe uma pele perfeita. Beijos

Gregório disse...

porra maga.. tu é foda.... cada vez que eu venho ler um poema teu... gosto cada vez mais!!! uahuahuhaha beijao pra vc

Manuela Barradas disse...

Ooow amores, obrigada!!!
Bju a todos =**

Ariadne Melo disse...

Tô precisando seguir o exemplo desses versos. Adorei, sou tua fã cara! ;)

Manuela Barradas disse...

Brigada Ariiii =]

Fernanda Barradas disse...

Uuuuuuia, que menina coisada!!

Fernanda Barradas disse...

Pow, né que esse é massa?! Eu quero um vestido vigor tbm! =)
Amo vc, sua peste!

Manuela Barradas disse...

Essa minha magricela, tem jeito não!! Pois troque de vestido.. até achar o vigor. AGORA!

caduborba disse...

Linda tu! Te amo mais a cada segundo que passa! ;***

Manuela Barradas disse...

meu lindo!

Postar um comentário

Obrigada pelo comentário. É sempre uma honra lê-lo!!

250x125 Ads1