sexta-feira, 27 de agosto de 2010

CORA CORAÇÃO

(Manuela Barradas)

“Perdoa coração
Vem cá, não chora não
E ouve essa canção
Que fiz para você

Prometo coração
Te dou minha emoção
Não tem mais jeito não
Já vai amanhecer

Coração duro
É coração mole
Quando sai do escuro
Já não tem controle

Pulsa coração
Como o de um poeta
Pulsa com ambição
Coração atleta

Pega a direção
Naquela estação
Segue a audição
Dos seus batimentos

E bate coração
Não tenha medo não
Descansa em minha mão
Não há mais sofrimento”

6 comentários:

Anônimo disse...

amiga adoreiiiiiiiiiiiiiiiiiii lindo

Ariadne Melo disse...

Poxa, perdi o fôlego! hehehehe ;)

Manuela Barradas disse...

hahaha.. obrigada coisas lindas!!! Um beijo nas duas =*

Camilinha disse...

Lindo texto! Conheça minhas coisas no passagemdasminhashoras ou @camilacamppos.
Abraço
Vamos espalhar #palavraspoéticas pelo twitter, pelo mundo, pelos corações... juntos o mundo se adocicar...

Fernanda Barradas disse...

Que lindinho, rapaz! =*

Manuela Barradas disse...

=]

Postar um comentário

Obrigada pelo comentário. É sempre uma honra lê-lo!!

250x125 Ads1